entrando no carro novo

Seguro de carro novo x seguro de carro usado: existe diferença?

0 Comments
entrando no carro novo

Você sabia que existe uma diferença entre seguro de carro novo e seguro de carro usado? Pois é! Os dois tipos de recursos operam de maneira distinta por causa das características dos automóveis.

Se você pretende comprar um carro usado ou um novo, mas está em dúvida sobre qual escolher, é útil comparar como funcionam os seguros desses dois tipos de automóveis, pois eles podem ajudar a fazer sua decisão.

Interessado? Então siga a leitura do artigo para saber mais sobre o seguro de carro novo e seguro de carro usado.

Como funciona o seguro de carro novo

O seguro de carro novo é, provavelmente, a modalidade mais comum de seguro automotivo do Brasil. Ele é pago a qualquer momento, mas muitos automóveis já saem da concessionária com um seguro contratado, via parcerias entre concessionárias e seguradoras.

O preço do seguro de carro novo é determinado pelo valor de mercado do automóvel, além de elementos mais específicos, como o preço de reposição das suas peças, a habitualidade de problemas mecânicos no automóvel e o valor médio do seu conserto.

Normalmente, se o carro novo for de algum modelo já estabelecido no mercado, ele terá um preço menor do que o mesmo automóvel usado, pois a tendência é que tenha menos problemas mecânicos (embora não seja uma regra).

No entanto, se for um modelo novo ou um carro conhecido por ter problemas mecânicos e muitos recalls, é possível que o preço do seguro de carro novo seja bem alto.

Outra vantagem que ajuda a diminuir o preço do seguro de carros novos é que suas peças são encontradas mais facilmente, especialmente se estivermos falando de carros populares, que visam dominar o mercado com dezenas de milhares de vendas por mês (caso do Onix, HB20, Ford Ka, Argo e outros).

As peças para esses veículos são abundantes e, por causa disso, o preço do seguro cai bastante. No entanto, carros novos importados ou de luxo costumam ter seguro mais caro justamente pela escassez de peças novas.

Um fator interessante que diminui o preço do seguro de carros novos são as novas tecnologias antifurto. Desde recursos como travas elétricas até identificadores de digital e reconhecimento facial são itens que dificultam a ação de ladrões. Com isso, menos carros novos são roubados, o que diminui o risco da seguradora e baixa o preço.

Como funciona o seguro de carro usado

O seguro do carro usado também tem o seu valor decidido majoritariamente pelo seu preço de venda. No entanto, ele conta com alguns outros fatores que irão alterar bastante o seu preço.

Uma das características básicas dos seguros de carros usados é que o preço pode diferenciar, mesmo entre modelos da mesma idade. Para um Onix 2020 novinho em folha, por exemplo, o único fator que pode alterar o preço de um seguro é a experiência do motorista.

No entanto, dois Onix 2016 podem ter seguros completamente diferentes por uma série de fatores distintos.

Um deles é como o carro foi cuidado pelos seus donos anteriores. Se eles conservaram o veículo e ele está em boas condições mecânicas, o seguro será mais baixo do que um mesmo modelo que não esteja tão bem conservado.

Outro fator importante a ser considerado é se as peças de reposição do automóvel ainda são produzidas. Se não forem mais, então o seguro será bem mais alto, já que um problema ali pode ter consequências graves e um reparo mais caro.

No geral, qual é melhor: seguro de carro novo ou usado?

Depende de muitos fatores para podermos dizer que um seguro é melhor do que o outro. É possível que o seguro de um Onix 2016 bem conservado seja mais barato do que um Fiat Toro 2020. Ao mesmo tempo, um Onix 2020 novinho pode ter um seguro melhor do que um Audi Q3 usado.

No geral, fazendo uma comparação do mesmo modelo e mesmo ano, o carro usado terá um seguro mais caro do que um carro novo. Mesmo assim, não é uma regra definida em pedra pois há o fator do motorista: um motorista com 30 anos de experiência e sem acidentes ou pontos na carteira terá um seguro menor do que um motorista de 18 anos e já com um acidente ou dois.

Assim, chegamos à conclusão de que de fato existe sim diferença entre o seguro de carro novo e seguro de carro usado. No entanto, são diferenças tão brutais que é mais prudente analisar caso a caso do que tentar obter alguma regra específica que guie a sua decisão.

Portanto, se você estiver em busca de um automóvel usado, não hesite em buscar uma concessionária de seminovos próxima de você sem ter que se preocupar com o seguro. Lembre-se apenas de analisar caso a caso antes de tomar a sua decisão e fazer uma estimativa de preço de seguro antes de adquirir o veículo.

E aí, o que achou das nossas dicas? Comente abaixo com a sua opinião.