Importância do kit troca de óleo e manutenção preventiva

0 Comments

Trocar o óleo com a frequência correta é muito importante para o bom funcionamento de qualquer veículo, seja ele carro, moto ou caminhão.

O óleo é o responsável por manter as peças automotivas do motor lubrificadas evitando assim o atrito entre elas e consequentemente o desgaste. Além disso, o óleo também é responsável pelo controle do calor gerado pelo motor para que não passe de forma exagerada para os outros sistemas.

Tendo funções tão importantes assim, é necessário que o dono do veículo faça trocas de tempos em tempos conforme indica o manual do carro.

Qualidade e desempenho

Como você pode perceber, o óleo desempenha funções importantes, portanto, manter ele em dia significa qualidade e desempenho no funcionamento do motor.

O óleo reduz com o tempo devido ao seu consumo, além disso, com o uso, ele acaba por ser contaminado devido a queima de combustível, o que faz com que perca suas propriedades de lubrificação, tornando-se ácido e podendo corroer o sistema.

Por essa razão, o nível do óleo deve sempre ser conferido, para garantir que o carro ainda possui a quantidade necessária para manter o motor em funcionamento.

Além do óleo, também precisamos ficar atentos ao filtro do óleo. A sua função é filtrar partículas de metal que são geradas pelo atrito entre as peças do motor. Esse atrito, muitas vezes, pode gerar impurezas que são nocivas ao bom funcionamento do sistema. Por isso, de tempos em tempos o filtro também precisa ser trocado.

Fazendo uma comparação simples, assim como o sangue que corre em nossas veias é a importância do óleo que circula no motor. Se nossa quantidade de sangue diminui ou deixa de circular corretamente, problemas de saúde acontecem, assim é o óleo dentro do motor.

Antes era aconselhado a troca do filtro a cada duas ou três trocas de óleo, porém hoje em dia, aconselhá-se que o filtro seja trocado toda vez que se faz a troca do óleo. Isso ocorre, porque atualmente, as novas tecnologias instaladas nos carros acabam gerando mais atrito e calor e consequentemente mais impurezas.

Quando fazer a troca do kit de óleo

É aconselhado que você leia o manual e siga as recomendações de troca de óleo dadas pela montadora de veículos do seu carro.

Normalmente, a troca é recomendada de acordo com o total de quilômetros rodados. Porém, é importante checar os níveis do óleo para garantir que não reduziu mais do que o limite aceito para o bom funcionamento do motor, ou até mesmo que não possui óleo demais – que também pode danificar peças caso ocorra vazamento.

O tipo de óleo a ser utilizado também é importante, cada motor tem uma exigência; E é no manual que você também encontrará essa informação.

Ter um bom mecânico para realizar a troca é fundamental, pois é ele que manterá a “saúde” do seu veículo em dia.

Manutenção preventiva

Realizar a manutenção preventiva faz com que a manutenção corretiva não seja necessária. Bem como, essa manutenção ajuda você a economizar. Com peças em bom estado, o consumo de gasolina é menor.

Além disso, manter a manutenção preventiva é essencial para a segurança de quem utiliza o veículo, porque é com essa manutenção que falhas mecânicas são evitadas e como consequência acidentes de trânsito também.

No manual do carro está aconselhado de quanto em quanto tempo ou quilometragem deve ser feita a manutenção. Dependendo do tipo e modelo do veículo variam a cada vez o tipo de peça que será avaliada e trocada.

Podemos dividir a manutenção preventiva de veículos em dois tipos: os de troca obrigatória, e os de inspeção obrigatória. Na troca obrigatória, se enquadram o óleo do motor, filtro de óleo do motor e o filtro de ar. Esses são as peças e fluidos que têm data de vencimento, além de se degradarem com o uso, conforme dito anteriormente. Por isso, com eles, não existe opção: quando for alcançado o tempo ou a quilometragem indicados pelo manual, é necessário realizar a substituição.

Os itens de inspeção obrigatória também se degradam com o uso, porém, fazer a previsão dessa degradação é muito mais difícil. Esse é o caso das embreagens e das palhetas dos limpadores de para-brisa, por exemplo. A vida útil deles varia de acordo com onde o carro é estacionado, do cuidado do motorista, e outros fatores externos. Por isso, é necessário conferir seu estado de forma periódica, entretanto só realize a substituição quando a inspeção mostrar que o item perdeu suas características originais.

Realizar essas substituições evita falhas graves e comprometedoras do sistema do seu carro.

Inclusive, para aqueles que comprarem o carro zero, manter a manutenção preventiva em dia e feita diretamente com as concessionárias faz que a garantia do carro mantenha-se em vigor. Isso ajuda, inclusive, em caso de venda, pois você comprova que o seu veículo está em perfeitas condições.